Agostinho Vuma nega ter felicitado o Governo pela subida dos preços dos combustíveis

Caros amigos.,

SOBRE O AUMENTO DOS COMBUSTIVEIS

Vi a pouco um link na Internet que refere que “eu felicito o Governo pela subida dos preços dos combustíveis”.

Sinceramente, vendo a minha entrevista, não condiz com o conteúdo da peça. O artigo diz que felicito pela subida dos preços do combustível, como se não fosse sensível ao que isto representa para a sociedade, por isso gostaria de distanciar-me das tais declarações.

Disse, sim, que temos vindo a ver o Governo a implementar medidas para estabilizar a economia e, gradualmente, está a caminho dessa estabilidade. Fui questionado sobre a subida dos preços dos combustíveis e respondi que, apesar do custo que isso representa, são medidas incontornáveis para trazer realismo na nossa economia. Na altura, apontei os sectores dos transportes, pescas e agronegócios como os mais penalizados pela subida dos custos com combustível.

Mencionei que, no passado recente, tinha advogado pelo corte das gorduras e tornar a despesa pública flexível para facilitar ajustamentos, sempre que for necessário e resolver lacunas geradas pelos subsídios.

Se não houvesse esse ajustamento periódico dos preços, poderia acabar num colapso onde o preço do combustível é baixo, mas no mercado não há combustível, o que seria mais grave!

Muitas empresas do Sector dos combustíveis viram-se prejudicadas financeiramente devido ao sistema de subsídios que era ineficiente.

Portanto, reconheci o peso que isso representa, mas que o Governo estava no caminho certo, sob ponto de vista de condução de política econômica.

Ainda assim, reconhecemos e concordamos que alguns sectores de actividade económica sejam subsidiadas. Se o articulista entende que isso é saudar, então concordo que saudámos as políticas e não aumento!

Melhores cumprimentos
Agostinho Vuma / Facebook

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *