Venâncio Mondlane pode ir ao banco dos réus

A notificação da Procuradoria da Cidade de Maputo, datada de 2 Agosto corrente, indica que o cabeça-de-lista da Renamo para cidade de Maputo, Venâncio Mondlane, foi constituído arguido num processo-crime de 2017, por difamação, quando ainda lhe assistia a imunidade parlamentar.

Sobre o processo, ele desconhece o queixoso, mas arma que “sempre usaram a procuradoria para me intimidar”.

Mais desenvolvimentos na edição imprensa do jornal MAGAZINE Independente desta terça-feira, dia 7 de Agosto.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *