Reacção de Egídio Vaz perante a exoneração de Armando Inroga?

O politólogo moçambicano, Egídio Vaz, apareceu mais uma vez nas redes sociais com suas aulas de sapiência, isto logo depois de se saber da destituição do Armando Inroga do cargo de PCA da TVM. Essa ultima está mais para um conselho.

Leia:

“É uma grande honra servir o estado. Normalmente, depois de servir seja à que nível, um cidadão devia se sentir livre e procurar outras ocupações, de preferência, fora da esfera do estado. Constato porém, que existe entre nós um (mau) hábito de esperar por “novas ordens”. Ou seja, quem te nomeia para uma ocupação comete um crime mortal pois depois de exonerá-lo, fica da sua responsabilidade indicar “para onde vai”. Enquanto isso, o exonerado fica a passear pelos curandeiros e igrejas messiânicas em busca de sorte, dizimando que não acaba e expulsando toda a má sorte. Hei, pessoas com nomeação já estão em condições de voar para outras latitudes.

Existem milhares de vagas pelo mundo fora a espera de pessoas com experiência governativa. Vão lá pá; concorram a esses postos! Sumam, sumam e deixem a sorte aos outros. Não é por mal, mas vejo noutros países, pessoas que só serviram o estado escassos meses a se transformarem em consultores internacionais, assumindo posições de destaque em várias organizações. Mas a maioria de nós prefere ficar por aqui, exercendo os direitos políticos de visitar a sede do partido, curandeiros e fofocando em cafés. 


Sumam também, vão trabalhar longe; deixem a sorte para os outros. Alguém é nomeado Ministro, exonerado e nomeado Director-geral, depois fica sectretário do partido, sobe a governador, volta a vice-ministro, sobe a embaixador… Wena…isso é feitiçooooooooooo. Larga osso!”

Egídio Vaz

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *