Desabafo de Manuel de Araújo em torno atribuição do grau de Doutor Honoris Causa ao presidente Nyusi

Quando Mandela ganhou o Nobel da Paz, dividiu-o com Frederik de Klerk. Sua Excia o Embaixador da Suíça em Moçambique e/ou Sua Excia o Embaixador de Moçambique na Suíça, Pedro Comissario, podem ajudar-nos a fazer chegar ao REITOR da “Dita” Escola de Diplomacia e Relações Internacionais a nossa inquietação?

Ou seja porque e que só atribuíram o grau de Doutor Honoris Causa ao Presidente Nyussi e não ao Presidente Dhlakama seu parceiro no dialogo para a paz?

O Presidente Nyussi fez a paz sozinho? Afinal quem obrigou a quem a ir ao mato?

Afinal quem atentou contra a vida do outro por não uma mas três vezes?

Afinal quem cercou a casa do outro? Quem permitiu que centenas de moçambicanos fossem extrajudicial e seletivamente assassinados e incluindo membros do Conselho de Estado, membros do Conselho de Segurança, académicos (Gil Cistac), edis (Amurane), Que diplomacia e essa meus colegas Suiços?

Se não sabem fazer diplomacia porque não ficam com a vossa secular e já mundialmente consagrada neutralidade? Ou querem-nos recordar que a Frelimo e um projecto Suiço? Ou trata-se de uma “diplogas” ou seja diplomacia do gás?

Lembrem-se dos Turcos que emprestaram avião para a campanha do “camarada” Nyussi e ate hoje estão a ver navios a ponto de Erdogan ter ca vindo sem papas na língua dar ordens que ninguém cumpriu? Se não nos querem ajudar fiquem com os vossos chocolates mas deixem nos com a nossa paz! Ainda vão a tempo de convidar Dhlakama para receber o grau dele não nessa escolinha mas na Geneva Graduate School for International Studies! Sabemos que estao a pagar os custos da paz e agradecemos, mas não comprarão nossas consciências nem nosso sentido de justiça! E mais não disse!

Manuel de Araújo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *