Estratégia de punir os responsáveis nacionais pelas dívidas ocultas não convencem – Economist

0
81
dívidas ocultas A Procuradoria-Geral da República divulgou, a poucos minutos, o resumo do relatório das dívidas não declaradas apontando falhas na gestão, informações

A Economist Intelligence Unit (EIU) considerou que “não é particularmente convincente” a estratégia de Moçambique de mostrar que quer punir efetivamente os responsáveis nacionais pelas dívidas ocultas do Estado.

“O Governo vai tentar argumentar que a ação legal da Procuradoria-Geral da República (PGR) demonstra a capacidade de responsabilizar os envolvidos, mas isto não é particularmente convincente”, argumentam os peritos da unidade de análise da revista britânica The Economist.

Numa análise ao recente pedido de responsabilização financeira dos gestores públicos e das empresas do Estado que contraíram uma dívida oculta de dois mil milhões de dólares entre 2013 e 2014, enviada aos investidores e a que a Lusa teve acesso, os analistas mostram-se descrentes num desfecho positivo.

Fonte: CMjornal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here