Morreu Billy Graham. Era um dos pastores evangélicos mais influentes dos EUA

Era um dos pastores evangélicos mais famosos e influentes do século XX e foi conselheiro de vários presidentes norte-americanos. Billy Graham morreu esta quarta-feira. Tinha 99 anos.

Era um dos pastores evangélicos mais famosos e influentes do século XX. Billy Graham morreu esta quarta-feira, na sua casa em Montreat, no estado norte-americano da Carolina do Norte, de acordo com informação divulgada por Jeremy Blume, um porta-voz da Associação Evangélica Billy Graham, à BBC. Tinha 99 anos.

Foi ordenado na Convenção Batista do Sul, em 1939. Ao longo de 60 anos, estima-se que pregou pessoalmente a mais do que 210 milhões de pessoas — mais do que qualquer pregador da história em todo o mundo. Incluindo presidentes norte-americanos, de quem foi conselheiro espiritual pessoal, desde Harry Truman, passando por Lyndon Johnson, George W. Bush e Bill Clinton. Graham chegou mesmo a discursar na tomada de pose de Bill Clinton, em 1993.

Começou a pregar em grandes arenas em 1954, começando em Londres. Realizou as chamadas “cruzadas” em 185 dos 195 países do mundo. Graham terá convertido mais do que 3 milhões de pessoas ao cristianismo.

Além das “cruzadas”, Graham tinha um programa de rádio semanal chamado “The Hour of Decision” (“A hora da decisão”, em português) e escrevia uma coluna — “My Answer” (“A minha resposta”, em português). Em 1956, fundou a revista Christianity Today. Chegou mesmo a ser retratado na segunda temporada da série da Netflix “The Crown”.

Graham era membro do Partido Democrata Americano. Na década de 50, fez parte do movimento de direitos civis nos Estados Unidos, embora alguns críticos defendam que Graham não se comprometeu realmente ao movimento.

Fonte: Observador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *