Conheça o “o presidente mais pobre do mundo”

Eu sou chamado de ‘o presidente mais pobre do mundo’, mas eu não me sinto assim. Pobres são aqueles que trabalham apenas para manter uma vida de luxo e sempre querem mais” – José Mujica

José Mujica (1935) é ex-presidente do Uruguai. Foi deputado, senador e ministro. Foi presidente do Uruguai entre 2010 e 2015.

José Alberto Mujica Cordano (1935) nasceu no bairro de La Arena, em Montevidéu, Uruguai, no dia 20 de maio de 1935. Filho de Demétrio Mujica Cordano Terra e Lucy Terra, descendentes de uma família basca que chegou ao Uruguai em 1840. Frequentou o ensino primário e secundário na escola pública de seu bairro. Ficou órfão de pai ainda jovem. Tornou-se chefe de família com o cultivo e a venda de flores.

Em 1956, Mujica iniciou sua militância política no Partido Nacional, onde se tornou o secretário geral da juventude. Em 1967, se junta ao Movimento de Libertação Nacional, um gruo de guerrilheiros clandestinos, os Tupamaros. Mujica participou de assaltos, sequestros e do episódio conhecido como Tomada de Pando, quando os guerrilheiros invadiram a cidade de Pando, ocupando delegacias, bancos, centrais telefônicas etc. Mujica foi preso quatro vezes, torturado e passou quase 15 anos na prisão, de 1972 a 1985, quando foi decretada a anistia para presos políticos e presos comuns.

Após vários anos da abertura política, junto com outros antigos líderes dos Tupamaros, Mujica cria o Movimento de Participação popular (MPP) dentro da Frente Ampla. Em 1994 foi eleito deputado e em 1999 foi eleito senador. Nas eleições de 2004 foi o senador eleito com o maior número de votos. No dia 1 de março de 2005, o presidente Tabaré Vázques o nomeia Ministro da Pecuária, Agricultura e Pesca. Nesse mesmo ano casa-se com a senadora Lúcia Topolanski. Em 03 de março de 2008, Mojica retorna a sua cadeira de senador.

Em 28 de junho de 2009, Mujica foi eleito como candidato presidencial único da Frente Ampla, superando seus concorrentes com 52,02% dos votos. Vence as eleições presidenciais e no dia 1 de março de 2010 foi empossado no Palácio da República do Uruguai.

Pepe Mujica como é chamado, rejeitou os benefícios da presidência, se recusou a viver no palácio presidencial. Fez um governo que colocou o Uruguai no mapa das nações progressistas. Reduziu a pobreza de 37% para 11%. Apoiou a legalização do aborto. Apoiou a legalização da maconha e assinou a lei que legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

No dia 1 março de 2015, Mujica encerra seus cinco anos na presidência do Uruguai. Continua vivendo com simplicidade em uma casa de um quarto na fazenda de sua esposa e dirige um fusca ano 1978. Doa mais de 90% de seu salário para a caridade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *