Novas tarifas dos transportes em Maputo aumentam custo de vida

Novos preços entram em vigor hoje segunda-feira

Novas tarifas de “chapa” entram em vigor a partir de hoje segunda-feira, 5, sendo que para distâncias inferiores ou iguais a 10 quilómetros o preço passa dos actuais sete para 10 meticais.

Para distâncias superiores a 10 quilómetros e inferiores a 20 quilómetros, a tarifa passa de nove para 12 meticais.

Analistas alertam para o agravamento da situação da pobreza de famílias residentes em zonas suburbanas das cidades de Maputo e Matola, com a entrada em vigor de novas tarifas.

Mas há casos em que as pessoas vão ter que pagar 25 meticais, por causa das chamadas ligações, corroendo ainda mais os magros salários de maior parte das pessoas.

Teresa André, mãe solteira e residente no bairro de Boquiço, diz que com o agravamento das tarifas terá de gastar 25 meticais por dia para chegar ao seu local de trabalho, na baixa da cidade de Maputo.

O sociólogo Francisco Matsinhe considera que o aumento da tarifa dos transportes semi-colectivos de passageiros “vem corrigir políticas falhadas de subsidio e controlo de preços das autoridades governamentais, que resultam em maus serviços prestados aos cidadãos“.

Para o operador do transporte semi-colectivo de passageiros, Gilberto Chai Chai, “este aumento justifica-se, mas devia haver também mexidas nos salários dos trabalhadores“.

VOA

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *