Nini Satar elogia o músico Mc Roger

0
24
Nini Satar elogia o músico Mc Roger

Há músicos em Moçambique!

Há um tempo atrás, prometi que iria ajudar músicos moçambicanos em dinheiro. Fi-lo para alguns, só não posso citar os nomes porque não me deram essa permissão. Gostaria que essa minha ajuda se estendesse para os outros músicos, mas surge-me esta inquietação: como ajudar pessoas que em palcos só sabem se mostrar nuas, em danças eróticas como se estivessem em danças de striptease?

Não vou citar, também, os nomes dos “músicos” nus. Todos os conhecem e seria redundante trazer aqui nomes. O certo é que nos desvalorizam culturalmente como país. Envergonham-nos. Vilipendiam a nação, como se já não bastasse os problemas que Moçambique tem.

E não vamos misturar alhos e bugalhos. Moçambique tem músicos dignos de respeito. Por exemplo, quer se goste dele ou não, o Mc Roger é um entertainer de mão cheia. Nascido para as luzes da ribalta, sempre esteve em destaque e, quiçá, muito bem aprumado. Indumentária é com ele!

Patrão é patrão. O Mc Roger pode, querendo, parar um dia de cantar, mas o país recordar-se-á dele para sempre. Tem um carisma invulgar e prova disso é a marca indelével que deixou na sua passagem pelo Brasil há anos atrás. Em terras de Vera Cruz o Mc pisou palcos jamais pisados por outros artistas moçambicanos e, para o gáudio de todos nós, a bandeira moçambicana foi levantada. Isto é que é saber representar o país…

É verdade que tem os seus detractores…quem os não tem? Mas o que se deve apreciar nele é o saber divertir as pessoas. Pode não ser músico de eleição para alguns, mas verdade seja dita: ele ocupa o seu lugar merecidamente e conquistou-o a pulso!

O Mc, outrora Rogério Dinis, quando ainda apresentava o “Espaço Aberto”, divertia tanta juventude. Os que pelo menos têm a minha idade recordam-se desses tempos. Apresentava o programa com mestria e muitos tiveram oportunidade de conhecer alguns nomes de músicos que estavam em voga, graças ao Rogério Dinis.

O “Espaço Aberto” era um programa quase obrigatório para muita juventude!

Ele já fez muito, meus caros!

No Brasil, para não falar de tantos nomes, a apresentadora Eliana rendeu-se ao Mc. O público o ovacionou. A música “Patrão é patrão” brilhou.

E essa mesma música “Patrão é patrão”, já serviu de cartão de visita para as duas principais telefonias móveis em Moçambique. E o patrão, quero dizer, o Mc ainda está aí para nos proporcionar mais alegrias. Não vos peço para que gostem dele, mas para que o respeitem. Conquistou o seu lugar merecidamente. Se tem defeitos? Claro que tem. Aliás, como todos nós. Mas deixem-no cantar….ele não anda nu!

Nini Satar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here