Conselho Superior da Magistratura Judicial monta emboscada e prende Rufino Licuco
ÚLTIMA HORA

Última Hora: Conselho Superior da Magistratura Judicial monta emboscada e prende Rufino Licuco

Maputo (Canalmoz) – A Polícia da República de Moçambique acaba de prender há instantes, Rufino Licuco, que havia sido condenado há um luxuosa pena de 200 milhões de meticais num badalado caso de violência doméstica contra a Josina Machel, filha de Samora e Graça Machel.

Para a prisão de Licuco foi montada uma emboscada estranha. A defesa de Rufino Licuco havia interposto uma queixa contra a juíza por esta ter falsificado a sentença. Havia efectivamente duas sentenças e o Conselho Superior da Magistratura Judicial abriu um processo de inquérito contra a juíza Marina Lubélia.

Hoje foi marcada uma audição a Rufino Licuco onde devia dar a sua versão sobre a queixa que submeteu contra a juíza. Só que era tudo um esquema. Logo que Licuco entrou para a sala de audiência a polícia cercou o local e diz que tinha “ordens superiores”. Todos os argumentos que a advogada tentou esgrimir fora respondidos com “estamos a cumprir ordens”. Até o oficial de justiça que estava a acompanhar o caso pediu o mandado e foi ignorado e Licuco recolheu com violência à mistura como se vê na imagem. 


Recorde-se que a defesa havia recorrido da decisão e aguardava pela instância a seguir, mas também aguardava pela resposta da queixa que submeteu ao Conselho Superior da Magistratura Judicial e à Procuradoria da República a nível da cidade que ainda não saiu.

O CanalMoz apurou que Licuco vai à Cadeia Central. (Notícia em Actualização)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *