Politica

Ivone Soares quer paz e estabilidade em Moçambique

Ivone Soares, líder da bancada parlamentar do maior partido da oposição em Moçambique, a RENAMO, defendeu em Lisboa que o seu partido quer entendimento nas negociações de paz e estabilidade no país.

A comunidade moçambicana na diáspora segue com angústia o arrastar das negociações entre os principais partidos políticos. Os moçambicanos radicados em Portugal exortam a Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO), e a RENAMO, principal partido da oposição, a privilegiarem a via do diálogo para que seja encontrada uma solução de paz.
À margem de um debate, em Lisboa, sobre “Justiça Económica”, Ivone Soares, líder da bancada parlamentar da RENAMO, disse à DW África que o conflito político-militar em Moçambique tem propiciado um clima de terror no país. A deputada denuncia a existência de esquadrões da morte, criados pelo regime no poder, para abater qualquer cidadão que pense contrário e critique a má governação da FRELIMO.
Entendimento nas negociações visando a paz
Para Ivone Soares a RENAMO deseja um rápido entendimento nas negociações para a paz e a estabilidade em Moçambique.
“A expetativa é que haja um entendimento o mais rápido possível porque para nós é importantíssimo que se resolva a questão da governação das seis províncias onde nós ganhámos as eleições. E também achamos que é imperioso que Moçambique possa ter forças de defesa e segurança que sejam, efetivamente, republicanas e não ao serviço de um partido em particular.” A líder da bancada parlamentar do partido dirigido por Afonso Dhlakama acrescentou ainda na entrevista que “resolvidos estes dois aspetos, garantindo a integração e reintegração da nossa força residual, que desde o Acordo Geral de Paz reforçado pelo Acordo de Cessação de Hostilidades de 2014 – que visava integrar todos os homens e mulheres que estiveram a lutar pela democracia do lado da RENAMO nas forças de defesa e segurança no geral –, havendo condições para esta integração não se vai mais falar de homens armados, porque nós não temos nenhum interesse em ter homens que estão à espera dessa integração como podem pensar algumas pessoas.  
LEIA MAIS EM:http://www.dw.com/pt-002/l%C3%ADder-parlamentar-da-renamo-quer-paz-e-estabilidade-em-mo%C3%A7ambique/a-35918300

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *