POlÉMICA

MDM proibido de fazer doação de produtos para vítimas de Caphiridzange

Na segunda-feira, o MDM, representado pelo deputado Geraldo Carvalho, juntou uma tonelada e meia de produtos diversos, incluindo farinha, peixe e óleo, para ajudar as famílias afectadas pela tragédia, mas não foi permitida a distribuição.

Um grupo de “líderes comunitários” impediu o MDM de proceder à distribuição dos produtos. Geraldo Carvalho contou, por telefone, que os “líderes comunitários” disseram que não foram informados da presença do MDM para fazer a distribuição dos referidos produtos naquele local. “Exigiram-nos credenciais ou outro documento que autorize a nossa presença e a distribuição de alimentos”, disse Geraldo Carvalho, acrescentando que, segundo declarações dos “líderes”, os produtos deviam ter sido deixados nas instalações do Governo de Tete.mdm-carvalho-portalmoznews

Geraldo Carvalho diz que os “líderes” foram instrumentalizados pelo Governo, visto que quem ia prestar apoio é um partido da oposição. Para fundamentar a sua tese de instrumentalização, o deputado contou ao nosso jornal que, quando os elementos que levavam a ajuda abandonaram o local, um grupo de cidadãos, incluindo alguns afectados, pediram que o MDM deixasse os produtos, porque não tinham o que comer. Ainda para fundamentar a tese da instrumentalização, Geraldo Carvalho contou que a OJM, braço juvenil da Frelimo, distribuiu no domingo, 20 de Novembro, produtos diversos às famílias afectadas, mas não lhe foi exigido qualquer tipo de documento.

(canalmoz)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *