Manuel Chang pode ser liberto hoje

O antigo Ministo das Financas, Manuel Chang, detido em Joanesburgo desde o passado dia 29 de Dezembro, pode ver a luz do sol hoje, se os juízes do Kempton Park Magistrate Court aceitaram um inesperado pedido de liberdade provisória sob caução, submetido esta semana pelos seus advogados. Uma audiência-relâmpago foi agendada para as 9 horas de hoje. Fontes de “Carta” revelaram que a sessão vai discutir a liberdade provisória sob caução para Manuel Chang, pedido esse que havia sido retirado pela defesa na audiência anterior, de 19 de Janeiro. Nessa sessão, os advogados haviam colocado como prioridade a discussão do pedido de transferência do detido para Moçambique (entendido por eles como pedido de extradição, mas o requerimento do Ministério Público local, do dia 10 de Janeiro, não foi colocado nesses termos; con). A audição de hoje foi marcada com todo o sigilo, para evitar uma presença em massa de jornalistas.

Ontem, “Carta” tentou em vão saber de Rudi Krause, um dos seus advogados, qual seria o valor da caução a propor ao Tribunal, mas ele, que sempre esteve aberto a falar, não respondeu às nossas mensagens de texto por whatsapp. Da vez que nos atendeu a chamada, disse que estava ocupado.  Não se conhecem as razões por que está a ser guardado segredo relativamente à audiência. Se for liberto hoje eventualmente sob termo de identidade e residência, Manuel Chang deverá regressar ao Tribunal no próximo dia 5 de Fevereiro, onde a decisão sobre a sua extradição para os EUA ou para Moçambique (até lá já haverá esse pedido de extradição requerido pelas nossas autoridades de justiça) será tomada.

(M.M.- Carta)

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *