Daviz Simango promete construir 25 mil casas nos próximos cinco anos na Beira

O Bairro da Manga-Mungossura foi o escolhido pelo Cabeça-de-lista do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) para celebrar no último sábado, o quinto dia da campanha eleitoral paras as eleições autárquicas de 10 de Outubro. Em comício popular após quatro dias de campanha porta-a-porta e contacto interpessoal com os eleitores, Daviz Simango falou dos seus projectos de governação para os próximos cinco anos caso seja, mais uma vez, confiado a direcção daquela autarquia.

“Queremos continuar a proteger a nossa costa, e agora, se vocês confiarem no MDM vamos começar pela praia nova porque já temos dinheiro para começar com esse projecto”, adiantou. Aliás, a par da protecção costeira, Simango afirmou que a capital da província de Sofala, por ser uma zona pantanosa, precisa de aterros. “Estamos a trabalhar para começar os aterros, mas vamos criar primeiro uma cidade dentro da actual cidade, na Maranza, com 25 mil casas para a nossa população” prometeu Simango, adiantando que a prioridade é garantir a construção do aterro, rede de abastecimento de água, rede de esgoto, de energia e um sistema de drenagem para que a população possa viver sem inundações”.

Mas num contexto em que a edilidade ainda não está a explorar em pleno a sua capacidade de tributação e, por outro lado, o país atravessa um período de crise, Daviz explicou de onde virá o dinheiro para a concretização desses projectos. Pelos seus 15 anos de experiência na governação da autarquia, Simango diz que “conheço a Beira como a palma da minha vida”, por isso sabe muito bem onde vai buscar dinheiro para o financiamento.

“Nós temos capacidade de mobilizar recursos. Temos capacidade de falar com pessoas para trazerem dinheiro para investir na nossa cidade da Beira. E vamos continuar a fazer isso para que a Beira possa continuar a mudar”, fechou Simango, avançando que já está em curso a construção de 100 casas que deverão ser entregues aos jovens, como a faixa etária com maiores necessidades de obtenção de casa própria.

Neste  domingo, o partido reservou o dia para fazer o balanço dos primeiros seis dias de campanha eleitoral e programar as actividades que continuam a partir desta segunda-feira.

O País

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *