Saiba como os resultados eleitorais foram cozinhados

O Canal de Moçambique pegou em dois casos de fraude eleitoral, em Moatize e Marromeu, e revela como as coisas foram feitas e com documentos autênticos.

Em Moatize os vogais da Frelimo aprovaram uma deliberação a suspender a contagem de votos e, quando os vogais da oposição foram em casa, voltaram de Madrugada e aprovaram outra deliberação, para chamar o Comandante da Polícia para arrombar o armazém onde estavam os votos e editais. Nessa mesma sessão, já sem os vogais da oposição, aprovaram uma outra deliberação, a dizer que os vogais da oposição desapareceram, e fizeram um edital da vitoria da Frelimo na presença do Comandante da Polícia .

Em Marromeu, o juiz lavrou uma sentença a dizer que houve tumultos em que quatro civis foram baleados e quatro agentes da policia ficaram feridos e que “não havia condições para apresentar impugnação prévia“. Mesmo assim, o juiz diz que a Renamo devia apresentar a impugnação. Quando a policia disparou, o Chefe das operações levou todo material de votação e foi para casa e voltou as três da madrugada do dia seguinte com os resultados que ele próprio elaborou e a Frelimo ganhou.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *