“Moçambique é uma lixeira que serve para receber sucatas”, disse Frangoulis

0
80

António Jorge Frangoulis foi o convidado do programa  Noite Informativa passado ontem (13/10/2017) pela Soico TV, Frangoulis falou de vários assuntos que fazem a actualidade dos moçambicanos tais como: Os ataques em Mocimboa da Praia perpetrados pelos homens do “Al Shabab”, o assassinato do presidente do Município de Nampula, Mahamudo Amurane e da introdução do sistema de transporte intermodal “metro-bus”.

Quando convidado a dar o seu parecer deste último ponto concretamente em relação ao estado das Locomotivas , Frangoulis disse que os mesmos vão operar por um curto período de tempo e são autênticos poluentes porque funcionam a diesel e os motores são obsoletos.

“Somos a lixeira” lamentou Frangoulis

Moçambique vai introduzir sistema de transporte intermodal “metro-bus”

O ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique, Carlos Mesquita, disse quarta-feira que o país vai introduzir o sistema de transporte intermodal entre comboio e autocarro (“metro-bus”), visando minorar a crise que se regista neste setor.

Um comunicado distribuído na quinta-feira (12) pelo Ministério dos Transportes e Comunicações moçambicano refere que já estão no país quatro automotoras com igual número de carruagens cada, 80 autocarros com 70 lugares e 30 autocarros com igual número de lugares para integrarem o referido sistema.

O equipamento inclui ainda três veículos para a assistência de pessoas com deficiência física.

“Trata-se de um projecto muito bem pensado e delineado, que vai complementar o outro programa que o Governo tem, que passa pela aquisição de 300 autocarros que chegarão ao país nos próximos seis meses, sendo que o primeiro lote de 100 autocarros deve chegar ainda este ano”, afirmou Carlos Mesquita, citado na nota de imprensa.

Carlos Mesquita afirmou que tudo está a ser feito para que o projeto “metro-bus” comece a funcionar nos próximos 45 dias, dentro da área metropolitana de Maputo.

A segunda fase vai incluir a expansão do sistema para os distritos de Marracuene e Boane e a terceira e última irá abranger as zonas fronteiriças de Goba e Ressano Garcia e o município da Vila da Manhiça, também no sul do país.

Fonte: Redacção/DN

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here