SOCIEDADE

Foram a enterrar os restos mortais do Chefe do Posto Admnistrativo de Tica

Foram a enterrar, na tarde de ante-ontem, no cemitério Santa Isabel, na cidade da Beira, os restos mortais de Abílio Jorge, Chefe do Posto Admnistrativo de Ticalocalizado no distrito de Nhamatanda, província de Sofala.

O governo de Sofala, que foi representado nas exéquias fúnebres pelo director provincial da Justiça, José Jussene, lamentou a morte de Jorge Abílio e lançou duras críticas aos autores do crime. “Estas atitudes dos homens armados de Afonso Dhlakama não confortam o povo moçambicano, porque apenas destroem as aspirações e anseios deste mesmo povo. Abílio Jorge identifica-se com os ditames da nossa moçambicanidade”.
 Já o partido Frelimo em Sofala, através do seu primeiro secretário, Paulo Manjacunene, acusou a Renamo pelas mortes do  Chefe do Posto Admnistrativo de Tica, do régulo Nhampoca, assim como por todos os ataques que ocorrem em Sofala. “Os dois líderes comunitários foram vítimas de assassinatos bárbaros perpetrados por bandidos armados da Perdiz.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *