Venâncio Mondlane diz que tiveram mais de 350 mil assinaturas em bruto e que a sua candidatura é pela reconciliação nacional

Venancio Mondlane submeteu nesta quinta-feira (06.06) a sua candidatura à presidência da República de Moçambique. No evento bastante concorrido, Mondlane confirmou a sua aliança à CAD e revelou que durante o processo de recolha de assinaturas conseguiram ter mais de 350 mil assinaturas em bruto.

Em seguida, Mondlane explicou que levaram para o Conselho Constitucional cerca de 110 mil apenas e estas submeteram conforme emana a deliberação daquela Instituição 20 mil assinaturas que é o máximo.

Em entrevista concedida aos diferentes órgãos de comunicação social, Venâncio Mondlane disse “como sempre falei não iria abrir nenhum partido político, porque precisamos ultrapassar a era do fundamentalismo partidário e temos uma parceria com 21 partidos e destes nove já estão aliados à CAD.”

Segundo Mondlane, a próxima era da política nacional deve ser de reconciliação nacional, em que todos nós trabalhamos unidos. Na ocasião afirmou que na próxima semana vamos apresentar o draft do manifesto para apreciação e críticas.

“Acredito que posso chegar à presidência pela minha maturidade política e social”, garantiu o político.

De acordo com Mondlane, a manifestação para que se candidatasse não foi exclusivamente dele, mas sim do povo que dará a resposta a aqueles que roubam sempre votos. Entretanto, respondendo em relação às acusações de Vitano Singano do Partido RD, Venâncio Mondlane disse que é um partido composto por indivíduos bastante teatrais. (INTEGRITY) 

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Content Protection by DMCA.com