Detido “protector de imigrantes ilegais em Manica”

Está detido um indivíduo em Gôndola por ter acolhido na sua residência nove cidadãos de nacionalidade malawiana também retidos pela Migração, tudo porque violaram fronteira moçambicana e cujo destino era a República da África do Sul.

Os nove malawianos retidos pelas autoridades migratórias, sendo quatro mulheres e cinco homens, após escaparem das autoridades migratórias na fronteira com a província de Tete, onde viriam a ser transportados por um camião de carga que tinha como destino a África do Sul e porque o dinheiro do transporte combinado não satisfazia ao condutor do veículo, eis que este abandonou os ilegais no cruzamento de Inchope, no distrito de Gôndola, na província de Manica.

“O nosso destino era África do Sul porque no Malawi devido ao fenômeno El Ninõ já se regista fome. já não temos como segurar as despesas familiares, tentamos emigrar para África do Sul e a polícia nos prendeu”, explicou um dos malawianos retidos.

Abílio Mathe, Porta-voz do Serviço Nacional de Migração (SENAMI) em Manica disse que alguns dos ilegais têm passaporte, mas já desobedeceram as regras migratórias, entretanto vão ser repatriados.

Só nos primeiros quatro meses as autoridades migratórias em Manica retiveram 127 cidadãos, entre os quais etíopes, malawianos e zimbabueanos por terem violado as fronteiras moçambicanas. (Pedro Tawanda, em Manica)

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Content Protection by DMCA.com