Muitos se querem aproveitar da fama do Mr. Bow para se tornarem igualmente famosos

O TAL “MR. BOW” & O EFEITO CANINO

▪️Polêmica sobre Polêmica

Por: DeSousa

Eu não conheço o Mr. Bow pessoalmente. Para ser mais sincero ainda, tenho limitações graves em perceber a sua música porque não sou fluente em Changana (culpa minha) e apesar de não discriminar nenhum ritmo musical, não tenho sido um ouvinte muito assíduo das suas músicas.
Tudo que sei é que ele é um artista musical conhecido por todas faixas etárias, desde crianças até idosos.

Desta polémica, não tive acesso a tudo que se dizia ou mal-dizia, mas pude perceber que os seus níveis de popularidade neste momento estão em crise devido a umas míseras palavras que ele disse numa certa música e não preciso repetir porque é de domínio público.

O que eu penso, do pouco que sei sobre o assunto é: Quanto maior é a luz, maior é a sombra. Isto é, se o Mr. Bow está sendo ferozmente atacado por várias vertentes da sociedade é porque o mesmo igualmente já mexeu positivamente com estas pessoas. Não me quero pronunciar em relação ao mérito ou demérito dos queixosos.

Todavia, uma coisa há que ter em consideração: muitos dos que reagem contra o Mr. Bow, são pessoas que nem sequer ainda perceberam o que está realmente em discussão. Isso é visível pelo tipo de comentários e críticas. Outros ainda, são pessoas que se querem aproveitar da fama do Mr. Bow para que, eles próprios, se tornem igualmente famosos, como quem diz: “Gente, olhem para mim, eu bati bem o gajo, veja o meu post” e assim render os seus 5 minutinhos de fama.

É claro que só se molha quem vai a chuva, por isso era expectável que um dia, pela fama que o Mr. Bow conquistou em Moçambique e arredores, um dia poria a “pata na lama”, com palavras ou com acções. É típico de quem está na luz. Holofotes potentes engrandecem as sombras e hoje os holofotes estão direccionados ao Mr. Bow e as respectivas sombras igualmente.

Quando um cão ladra, os demais cães na vizinhança também ladram sem mesmo sequer saber do que o primeiro cão ladrava.

É a isso que se chama efeito canino.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *