África do Sul ainda não decidiu sobre a extradição de Manuel Chang a Moçambique, afirma Estado Unidos

A África do Sul ainda está considerando a possibilidade de extraditar o ex-ministro das Finanças de Moçambique, Manuel Chang, para seu país de origem ou para os EUA, disse um funcionário do Departamento de Relações Internacionais e Cooperação.

“Recebemos uma solicitação de extradição de Moçambique e estamos recebendo atenção do nosso Departamento de Justiça”, disse Ndivhuwo Mabaya, porta-voz da DIRCO, quando solicitado a confirmar um relatório anterior que citava a ministra Lindiwe Sisulu dizendo que o governo planeja devolver Chang a Moçambique.

Chang foi preso na África do Sul em 29 de dezembro por um mandado dos EUA, onde é procurado por alegações de conspiração para cometer fraudes e receber milhões de dólares em subornos em um escândalo de empréstimo de US $ 2 bilhões. Procuradores sul-africanos formalmente apresentaram o pedido de extradição dos EUA em um tribunal de Johanesburgo em 5 de fevereiro.

“Ambos os pedidos de extradição foram encaminhados aos nossos tribunais para uma determinação conforme exigido por nossa lei”, disse o porta-voz do Ministério da Justiça e Serviços Correcionais, Max Mpuzana, por e-mail. “A decisão final será tomada assim que o processo judicial tiver terminado.”

Bloomberg

Adicionar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *