Manuel Chang será extraditado para Moçambique – anuncia ministra Sisulu

O antigo ministro da Finanças, Manuel Chang, que se encontra detido na África do Sul, por acusações de corrupção pela justiça americano, será extraditado para Moçambique e não para os EUA, garante a ministra sul-africana Lindiwe Sisulu.

De acordo com Lindiwe Sisulu, ministra de Relações Internacionais e Cooperação, citada pelo jornal “Daily Maverick”, o governo sul africano já havia aceitado um pedido de Maputo para extraditá-lo para Moçabique, embora a África do Sul o tenha detido a pedido de Washington através da Interpol.

“Nós concordamos que isso será acelerado. Assim que terminarmos com o caso da Interpol, permitiremos que Moçambique tenha o seu antigo ministro de volta. Estamos enviando-o para Moçambique para ser julgado … E acreditamos que é a coisa mais fácil para todos.”, enfatizou Sisulu

Sisulu acrescentou que o Departamento de Justiça estava agora estabelecendo se haveria um confronto entre os EUA e Moçambique, sobre seus pedidos de extradição.

Mas ela também estava convencida de que “neste momento recebemos um pedido de Moçambique e aderimos a isso”.

Ela sugeriu que os EUA talvez pudessem seguir o seu caso depois de Moçambique, e possivelmente até em Moçambique.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *