Samora Machel Júnior reagiu perante a sua exclusão da corrida eleitoral para as eleições autárquicas

Fechou-se uma porta em 2018, mas pode-se abrir outra em 2019, foi com esta declaração que Samora Machel Júnior reagiu esta quarta-feira, em Maputo, sobre a exclusão da Associação Juvenil para o Desenvolvimento de Moçambique (AJUDEM) da corrida eleitoral para as eleições autárquicas de Outubro próximo, na cidade de Maputo.

Durante a sua intervenção, Samora Machel Júnior disse que no momento está concentrado em olhar para a porta que fechou-se, sem no entanto deixar claro se vai ou não candidatar-se para as eleições presidenciais de 2019.

Em relação a sua posição sobre o desfecho do caso, disse que a resposta não esta com ele. Mas avança que a mudança é um processo que leva o seu tempo para ser aceite, mas garante continuar a trabalhar em prol do bem-estar do povo.

No final da sua intervenção, apelou a todos para irem votar, independentemente da AJUDEM e seu cabeça-de-lista não poderem participar.

O País

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *