“Há muito esforço que a Renamo está a fazer para que a crise político-militar tenha o desfecho”

Foi durante um encontro de capacitação que juntou quadros da Renamo, ontem, na cidade de Maputo, que o secretário-geral do partido, Manuel Bissopo, manifestou o interesse da formação em alcançar consensos para o restabelecimento da paz.

Há muito esforço que a Renamo está a fazer para que, de facto, esta situação de crise político-militar tenha o desfecho, para que os moçambicanos conheçam as verdadeiras fases de trabalho para o desenvolvimento do país”, disse Bissopo que, entretanto, considera que a Frelimo deve também fazer a sua parte.

Por nosso lado há todo esse esforço, mas esperamos que os nossos irmãos da Frelimo, os nossos irmãos do Governo também embarquem neste barco de, o mais rápido possível, termos um entendimento e o país voltar a normalidade”.

Sobre a capacitação de quadros da Renamo, Bissopo diz que o objectivo é dotar os membros do partido de capacidade de mobilização, com os olhos postos nas próximas eleições.

Estamos a fazer uma formação sobre o que devem fazer no dia-a-dia, para mobilizar as pessoas, convencer as pessoas, que a Renamo e o presidente Dhlakama são as pessoas certas para dirigir o país, para satisfazer as grandes necessidades que este maravilhoso povo anseia”, contou.

Manuel Bissopo diz que os quadros do partido devem se adaptar a novas dinâmicas sociais para poder mobilizar as pessoas.

Recorde-se que as delegações do Governo e da Renamo, na Comissão Mista do diálogo para a paz, continuam sem consensos sobre a proposta de lei da descentralização do poder, relacionado com a governação das províncias, exigida por Afonso Dhlakama.

(O País)

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *