Renamo recusa visitar Cabo Delgado, Manica e Sofala para se inteirar dos ataques armados

Insurgentes em Cabo Delgado

O posicionamento da Renamo a respeito da pretenção do parlamento de visitar as províncias que têm sido vítimas de ataques armados, foi manifestada esta quarta feira, pelo Secretário geral do partido, André Magibire, em conferência de imprensa.

Os termos de referência das visitas foram aprovados recentemente pela Comissão Permanente e caberá Primeira Comissão da Assembleia da República deslocar-se às provínciais.

Segundo ele, o se partido entende que tais visitas serão apenas de Turismo e não vai produzir os resultados desejados, nomeadamente, “saber a origem do fenómeno, identificar is violadores dos direitos humanos e medidas para acabar com a ocupação do território e sofrimento da população”.

Segundo Magibire, as visitas só terão o papel de “dar a entender (falsamente) que a Assembleia da República está envolvida na solução do problema”.

Alternativamente, a Renamo insite na necessidade de criação de uma comissão de inquérito, esta que, segundo o Secretário geral do partido, é investida de poderes de investigação próprios das autoridades judiciais.

SP

Adicionar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *