Perícia conclui que houve luta entre Zófimo e Valentina Guebuza

Depois de terem sido ouvidos 11 declarantes, foi a vez de a perícia revelar, hoje, os resultados dos exames feitos no corpo da vítima após o incidente que resultou na sua morte. A medicina legal revela que: a vítima foi atingida com dois tiros: o primeiro entrou pela mama direita, penetrou um centímetro a baixo e foi parar no abdômen. Durante a trajetória, a bala atingiu o fígado. O segundo tiro atingiu a costela, atravessou o estômago e fez o órgão explodir.

A medicina legal apurou que a vítima tinha lesões mortais. De tal forma que, a vítima não conseguiria disparar dois tiros a si mesma.

A perícia ainda concluiu que, os tiros não foram a queima-roupa, ou seja, o cano da arma não esteve em contacto com a pele da vítima nem estava encostada. No entanto, não encontrou elementos suficientes para aferir a que distância os tiros foram disparados.

No corpo da vítima foram encontradas lesões que levaram a perícia a concluir que houve disputa de forças entre as partes.

A sessão de julgamento terá seguimento no próximo dia 27, 28 e 29 de Dezembro. Nesses dias, serão ouvidos a perícia criminalística e mais declarantes.

O País

Adicionar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *