A Renamo ameaça activar os seus “rangers” para frustrar o plano da Frelimo, de trazer cidadãos zimbabweanos e sul-africanos no dia da votação para votarem fraudulentamente na Frelimo,