Famílias podem não ser indemnizadas porque as vítimas viviam ilegalmente na África do Sul O sul-africano Welcome Solani Boni, que matou dois casais de jovens moçambicanos com bomba