Tocova pode responder criminalmente por desobedecer ordens legais

Uma fonte segura da Procuradoria da República ao nível da província de Nampula confirmou ontem ao jornal WFax que o actual presidente interino do Conselho Municipal local foi intimado para revogar os despachos de exonerações e nomeações de vereadores e chefes de posto administrativo, num prazo de 24 horas, o que foi desobedecido com a tomada de posse ontem das novas individualidades. Alias, questionada sobre a eventual posição seguinte a tomar pelo fiscalizador da Lei,…

"Tocova pode responder criminalmente por desobedecer ordens legais"