Julgamento do ex-presidente Jacob Zuma adiado de novo para Dezembro

O julgamento por corrupção do ex-Presidente da África do Sul, Jacob Zuma, foi ontem adiado para 08 de Dezembro. Jacob Zuma é acusado num caso de suborno com mais de 20 anos.

Inicialmente previsto para Maio, o julgamento de Jacob Zuma foi, numa primeira fase, adiado para Junho devido à pandemia da COVID-19, tendo sido posteriormente alterado para Setembro, por razões administrativas, escreve a Lusa.

Desta vez, o juiz responsável pelo processo no qual Jacob Zuma está implicado explicou que a audiência foi novamente adiada para 08 de Dezembro, acrescenta o órgão a que nos referimos, citando a Agência France-Presse.

O juiz afirmou que está à espera da “retoma do tráfego aéreo internacional”, em particular devido à chegada de testemunhas e representantes do grupo francês Thales, acrescenta a Lusa.

Zuma enfrenta várias acusações de associação ilícita, fraude, corrupção e lavagem de dinheiro por envolvimento em operações, supostamente fraudulentas, a favor de um contrato público de aquisição de armamento com o grupo francês Thales de mais dois mil milhões de dólares, em 1999, quando era vice-presidente da República.

Zuma negou todas as acusações afirmando ser uma “caça às bruxas” política do partido no poder, diz a Lusa.

Leave a Reply