Fernando Lima disposto a prestar assistência ao canal de Moçambique para que os trabalhos não parem

Depois do fogo posto as instalações do canal de Moçambique, assistiu-se a destruição de todo o equipamento disponível. Parece que o fogo derivou de uma bomba caseira que lá colocaram com o fito de sabotar o canal.

Diante desta situação desconfortável, Fernando Lima mostrou-se predisposto a ajudar aquele órgão de informação, para que os trabalhos não sejam paralisados.

O canal de Moçambique vai usar o equipamento do Savana até que as coisas voltem a normalidade.

Ele afirma que este é um atentado a liberdade de imprensa e informação e está céptico em relação a um possível esclarecimento deste caso, por parte das autoridades competentes.

In: R.T.M, 24 de Agosto de 2020

Adicionar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *