Tribunal de Londres arrola Guebuza no caso das dívidas ocultas

A informação foi veiculada esta manhã, 24 de Agosto, pelo jornal Carta de Moçambique, que cita um despacho de um Tribunal de Londres, que coloca o antigo Presidente da República de Moçambique como uma das pessoas relevantes a serem ouvidas no processo relacionado com as dívidas ocultas.

Segundo o jornal, a lista é encabeçada por Iskandar Sakar, empresário franco-libanês, proprietário da PREVINVEST Holding e foi constituido arguido.

Segundo a Carta, na família Guebuza, o Tribunal também arrola o filho do ex-estadista moçambicano, Ndambi Guebuza. Em Moçambique, estão também arrolados Manuel Chang (então Ministro das Finanças), António do Rosários (Oficial do SISE – Serviços de Informação e Segurança do Estado), Teófelo Nhangumele, Bruno Tendane, Gregório Leão (então Director do SISE) e Isaltina Lucas.

Adicionar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *