SOCIEDADE

Angola admite adiar reinício das aulas para cortar a cadeia de transmissão do COVID-19 e continuar a proteger os angolanos

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou, este domingo, que a Comissão Multisectorial de Combate e Prevenção da Covid-19 pondera recuar em algumas medidas de desconfinamento.

Falando em conferência de imprensa para actualizar os dados da pandemia em Angola, a governante não especificou as áreas em que o Governo pretende criar novas restrições.

Conforme a ministra, poderá, eventualmente, ser revisto o horário de funcionamento dos restaurantes, pelo facto de haver aglomerados de clientes sem máscaras.

De igual modo, Sílvia Lutucuta adiantou que o Governo pondera rever os termos que autorizam a prática de actividade física nas pedonais.

Relativamente ao reinício das aulas, marcado para 13 deste mês, nos subsistemas do II ciclo do ensino secundário e universitário, reafirmou que tudo dependerá da evolução epidemiológica.

Contudo, admitiu que, pela tendência de aumento de casos, a Comissão Multisectorial pode optar pelo não reinício nessa data.

Sílvia Lutucuta afirmou que nos próximos dias, a Comissão Multisectorial de Combate e Prevenção da Covid-19 vai anunciar os passos a seguir para face à Covid-19.

Angola conta, actualmente, com 353 infectados, com 19 óbitos, 108 pacientes recuperados e 226 casos activos.

Platianline

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *