Agentes mortos na Ponta de Ouro: familiares sem informações exactas do ocorrido

Um ambiente de dor e tristeza foi o que encontramos na casa da família Guirruta localizada no Bairro do Fomento na Matola. Trata-se da família de um dos agentes mortos no domingo na fronteira da Ponta de Ouro por militares sul-africanos. Era o único homem de um total de cinco irmãos. Teve passagem pelo exército. Estava na PRM desde 2011. Benício Lázaro Guirruta, deixa viúva e uma filha de 12 anos de idade. O pai que também é agente da PRM diz que foi comunicado pelo ministério do interior que seu filho foi morto em combate. Os familiares dizem que até agora não tem informação exacta do que aconteceu.

Uma família constituída totalmente por membros das Forças de Defesa e Segurança. O seu primo lembra que estiveram juntos na última quarta-feira, onde conversaram sobre vários assuntos e despediu-se para nunca mais voltar. Na ocasião, Benício fez saber que no dia 28 deste mês mudaria-se para casa própria.

O outro agente que morreu nas mesmas circunstâncias é originário de Nampula. A nossa reportagem sabe que o velório dos dois agentes será amanhã na Unidade de Intervenção Rápida na Cidade de Maputo.

O País

Loading...

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *