Vogais da Frelimo na CNE recusam fazer recontagem de votos

Com todas as evidencias de fraude apresentadas a CNE, os vogais da Frelimo na Comissão Nacional de Eleições recusam-se a fazer a recontagem dos votos nos municípios da Matola, Moatize, Monapo, Alto molocue e Marromeu.

A sessão plenária da CNE começou na segunda-feira só terminou as duas de madrugada da terça-feira e foi retomada ontem as 15h00.

A CNE tem em mão evidencias muito concretas, incluindo as decisões judiciais de Monapo, Moatize e Marromeu de que efectivamente houve fraude eleitoral. Mas em vez de mandar recontar os votos ou reverificar os editais quer que haja votação dentro da CNE se se valida, ou não, os resultados.  A Frelimo tem a maioria na CNE e votou para a validação dos resultados fraudulentos. A Comissão Nacional de Eleições de Moçambique (CNE) anunciou hoje, em Maputo, os resultados finais oficiais das eleições autárquicas de dia 10 deste mês.

Os recursos que foram rejeitados em primeira instância nos tribunais judiciais já deram entrada no Conselho Constitucional.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *