“ Os roubos vão continuar em Moçambique porque somos humanos” diz Chipande


O político moçambicano Alberto Joaquim Chipande é um líder membro de longa data da FRELIMO. Ele foi o primeiro ministro da Defesa de Moçambique após a independência em 1975, permanecendo no cargo até pelo menos 1986, pelo Presidente Samora Machel.
Chipande foi também membro do Bureau Político da FRELIMO, que correu o governo por 18 dias no final de 1986 após a morte de Machel. 
Ultimamente não foi feliz num dos seus discursos que deu pra imprensa e esta sendo duramente criticado pela sociedade civil e também pela comunidade internacional visto que o país esta mergulhado numa terrível crise. 

Eis as palavras do Chipande:

7 Comments

Adicionar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *