Jaime Basílio Monteiro, ministro do Interior moçambicano, declarou este sábado que 2 alegados colaboradores do grupo armado que tem vindo a efectuar ataques contra civis, destruição e incêndio