Resgate é o primeiro filme moçambicano a chegar à Netflix

Netflix apresenta o filme moçambicano “Resgate”, de Mickey Fonseca

Netflix começa a disponibilizar o filme moçambicano “Resgate”. Em entrevista à DW África, o realizador Mickey Fonseca fala sobre o caminho percorrido para chegar à maior plataforma mundial de streaming: “É um sonho”.

A estreia foi na passada quarta-feira (29.07), na Netflix o filme moçambicano “Resgate”. Trata-se da primeira produção de um País Africano de Língua Oficial Portuguesa a ser exibido na maior plataforma mundial de streaming, que está disponível em 190 países.

É a primeira longa-metragem escrita e realizada pelo moçambicano Mickey Fonseca e um dos poucos filmes independentes produzidos no país.

“Resgate” conta a história de um jovem que se vê forçado a entrar no mundo do crime e tem de lidar com as consequências das suas escolhas. Retrata também a realidade recente dos raptos de empresários no país.

Foi filmado em Moçambique entre 2017 e 2018 e parcialmente editado em Portugal (edição de cor) e África do Sul (edição de som). A produção executiva ficou a cargo dos dois fundadores da Mahla Filmes, Mickey Fonseca e Pipas Forjaz – que tratou da direção de fotografia e edição.

A estreia mundial aconteceu a 18 de julho de 2019 em Maputo e Matola, onde esgotou salas de cinema por mais de uma vez. O filme também já tinha sido exibido noutras salas moçambicanas em Nampula, Tete e Chimoio e em Portugal.

Em entrevista à DW África, o realizador explica que levar o filme para a Netflix provou que o “sonho era mesmo possível” de ser realizado. Fonseca espera agora que Moçambique passe a valorizar mais a cultura e o cinema para que se possa “levar o país para o mundo”.

DW

Loading...

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *