Pessoas com HIV que seguem tratamento a risca podem não transmitirem o vírus por via sexual

O Ministério da Saúde, procedeu ontem, sexta-feira, 10 de Julho, ao lançamento da Campanha de Comunicação “Indetectável é Igual Intransmissível (I=I)”, que visa difundir a mensagem de que quando uma pessoa que vive com HIV faz tratamento e atinge a carga viral indetectável, a chance de transmitir o vírus, por via sexual, para outra pessoa que não tem HIV é zero.

Esta campanha pretende transmitir mensagem de que pessoas que vivem com HIV podem viver saudáveis quanto as pessoas que não tem HIV e que o tratamento antirretroviral permite a pessoa que vive com HIV recuperar a sua carga viral, ao ponto de ser indetectável no teste.

Falando no lançamento da campanha, Ministro da Saúde, Prof. Doutor Armindo Tiago, disse que o conceito de que alguém vivendo com HIV que está em tratamento e com supressão viral, não pode transmitir o vírus para um parceiro sexual é um avanço extraordinário na resposta global a epidemia do HIV.

“Este avanço só pode produzir benefícios individuais e colectivos se todos e em particular as pessoas vivendo com HIV tiverem a consciência disso e fizerem a sua parte” disse Tiago.

Com o lançamento da campanha, segundo Ministro da Saúde, espera-se aumentar a demanda para os serviços de testagem para o HIV, o tratamento antirretroviral incluindo o início imediato do tratamento e melhorar o acesso universal e a adesão aos serviços de HIV.

De acordo com a mesma fonte, espera-se, igualmente, reduzir o estigma em relação às pessoas vivendo com HIV e consequentemente aumentar a auto estima das pessoas que vivem com o HIV.

MISAU-DCI

Loading...

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *