Cresce o número de homens vítimas de violência doméstica

Mais  homens queixaram-se à polícia contra as suas próprias esposas, em Manica, alegando terem sido vítimas de violência física perpetrada por estas desde o principio deste ano naquela província.

Autoridades policiais locais referem ser crescente, na província, o número de homens que se queixam ao Gabinete de Atendimento a Mulher Vítima de Violência, em virtude de sofrerem agressões físicas das suas próprias esposas.

Dados em nosso poder indicam que durante igual período do ano findo, Manica registou um número global de quase 100 casos de maus tratos físicos e psicológicos contra homens.

O Gabinete Provincial de Atendimento à Mulher e Criança Vítima de Violência Doméstica na região,  disse que dentre vários tipos de violência constam agressões físicas, havendo, no entanto, homens que procuraram a instituição em virtude de terem sido espancados por suas mulheres.

Afirmou ser crescente a denúncia por parte dos homens, facto que disse ser resultado da elevação da sua consciência sobre a violência, mercê da sensibilização que tem sido levada a cabo visando canalizar situações do género àquele gabinete.

Afirmou que a instituição que dirige tem este papel, o que está a permitir que se retire da mente de muitos homens, preconceitos de que o Gabinete de Atendimento é uma instituição feminista que apenas está para servir a mulheres e crianças, que estejam a viver em maus-tratos nas suas residências.

Reiterar que isto não significa que antes os homens não eram violentados, mas apenas o que mudou foi a consciência deste que já apresentam queixa a polícia. Disse que a instituição que superintende está igualmente contra a violência contra homens.

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *