“Manuel de Araújo incita eleitores a perturbarem ordem pública”, acusa a FRELIMO

O partido Frelimo, na província da Zambézia, reagiu contra o discurso de Manuel de Araújo, cabeça de lista da Renamo para governador naquela parcela do país, segundo o qual os eleitores, no próximo dia 15, devem votar e permanecer no local para controlar o voto.

“No dia da votação, quando vocês acabarem de votar, fiquem lá para defender o vosso voto. Levem o vosso coco, o vosso lanho, a vossa batata, a vossa mandioca… naquele dia, vão votar e fiquem lá mesmo até o resultado sair. Ninguém sai da votação antes de saber qual é o resultado. Se não aqueles malandros de vermelho vão roubar a urna e vão meter votos dele”, afirmou Manuel de Araújo durante um discurso.

Segundo entende o partido Frelimo, Manuel de Araújo está a incitar aos eleitores a cometerem a perturbação da ordem pública. António Gusse, mandatário da Frelimo naquela parcela do país, diz que Manuel de está a incitar aos eleitores a cometerem um crime, o de perturbação da ordem pública, avança o jornal O País.

Loading...

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *