Moçambicanos tentam retaliar xenofobia na África do Sul

Na manhã de ontem, catadores de lixo em Malhampsene, na Matola, província de Maputo, tentaram interditar a entrada de camiões sul-africanos, na Estrada Nacional Número Quatro (EN4), em retaliação aos focos de xenofobia que se registam naquele país vizinho.

Queimaram dois pneus e obrigaram camionistas à retaguarda, em jeito de resposta à violência contra estrangeiros “na terra do rand”, que já fez pelo menos cinco mortos.

O comando da PRM ao nível da Província de Maputo destacou um efectivo para acalmar os catadores, que só abrandaram os ânimos após a chegada dos homens da lei e ordem.

“Conversamos com os catadores e os aconselhamos a não pautarem pela violência. Eles entenderam e, já está tudo calmo. Não há nenhum detido”, disse Fernando Manhiça, porta-voz da PRM na província de Maputo.

Até a tarde de ontem quando “O País” se retirou do local das manifestações, o trânsito continuava normal na EN4, sendo que camiões da África do Sul circulavam normalmente, contrário ao que teria sido veiculado nas redes sociais, sobre viaturas incendiadas.

O País

Loading...

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *