Víctor Matine substitui Abel Xavier no comando dos Mambas

Abel Xavier já não é seleccionador nacional de futebol. Os maus resultados e não qualificação dos Mambas a fase final do CAN-2019 foi a razão do divórcio do casamento. Para o cargo, a direccão da Federação Moçambicana de Futebol escolheu Victor Matine, que vai coordenar os trabalhos de forma interina.

O anúncio do fim do casamento entre Abel Xavier e a Federação Moçambicana de Futebol foi feita por Alberto Simango Jr., em conferência de imprensa feita esta segunda-feira. O luso-moçambicano deixa o comando técnico dos Mambas três anos e meio depois de ter sido apresentado, tendo perdido duas qualificações a fases finais do Campeonato Africano das nações, nomeadamente para o Gabão, em 2017, e para o Egípto, em 2019.

Os maus resultados conseguidos pela equipa de todos nós, nomeadamente nas três edições do torneio Cosafa e nas eliminatórias para o CHAN-2018, bem como forma como os Mambas sofriam os golos nos últimos minutos de cada jogo, nomeadamente, diante da Guiné-Bissau, em Maputo e em Bissau, e Namíbia, em Maputo, que ditaram a não qualificação ao CAN-2019, foram as razões para a não renovação do contrato.

“Marcamos esta conferência de imprensa para comunicarmos a todos que a direcção da FMF e o técnico Abel xavier chegaram ao entendimento de não renovação do contrato que terminou a 30 de Junho”, disse Alberto Simango que explicou as razões: “tem há ver com os resultados e consequentemente a não qualificação ao CAN-2019 e isto deixou-nos todos constrangidos”. Ainda assim, o presidente da Federação Moçambicana de Futebol reconheceu o trabalho desenvolvido pelo técnico, mas “por fim, no fórum amigável, decidimos não renovar o contrato”.

Abel Xavier a parte, Victor Matine é o homem que se segue no comando técnico dos Mambas, de forma interina. Com passagens por clubes como Ferroviário da Beira e UP de Manica como treinador principal e pelo Ferroviário de Maputo como adjunto de Lucas Barrarijo, Victor Matine era, até à sua indicação, selecionador nacional adjunto e seleccionador dos sub-20.

Alberto Simango Jr. diz que esta foi a melhor escolha para esta altura, tendo em conta o compromisso urgente que se aproxima, de qualificação ao CHAN dos Camarões, este final de semana, diante do Madagáscar. “Nós sempre acreditamos nesta equipa técnica, no seu todo e o que emperrou foram apenas os resultados. Mas neste momento não há melhor coisa que trabalhar com pessoas que conhecem os jogadores e conhecem a casa. Portanto, do nosso ponto de vista achamos que esta é a melhor escolha, para o momento que estamos a atravessar”, concluiu Alberto Simango Jr., presidente da FMF.

Victor Matine, por seu turno, agradeceu a confiança por si depositada e assume que o espírito patriótico imperou mais para que aceitasse o desafio. “É uma honra, aceitamos todos o desafio. Qualquer um que se identifica com esta bandeira, com nação, acho que acabaria por aceitar o desafio”, disse, orgulhoso, o seleccionador nacional interino, Victor Matine.

Matine começa a comandar os Mambas esta terça-feira à tarde, no início da preparação para a eliminatória diante do Madagáscar, para o CHAN-2020.

O País

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *