MDM acusa Frelimo de perseguição

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM) acusa a Frelimo de estar a perseguir seus membros, sobretudo quando estes buscam pelo emprego. O partido do galo diz que são exigidos cartões de filiação partidária e são obrigados a aderirem a camisola encarnada.

Outro ponto da denúncia diz respeito ao processo eleitoral, neste período de recenseamento onde, o partido aponta que, numa das escolas Secundárias de um distrito, a FRELIMO obrigou a produção da relação nominal de todos os alunos maiores de 18 anos e, ou a completar até 15 de Outubro, com a finalidade de fazer -se o respectivo acompanhamento até ao recenseamento.

O MDM considera autêntico atropelo à lei. Entretanto,  a Frelimo refuta todas as acusações do MDM e considera calúnia e defamação.

O País

Tags:,

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *