Descoberta vala comum com 100 corpos decapitados

Vala foi encontrada numa cidade que estava sob o controlo do Estado Islâmico e que foi recuperada esta segunda-feira.

As forças iraquianas encontraram esta segunda-feira uma vala comum dentro de uma escola com cerca de 100 corpos decapitados, numa cidade a sul de Mossul que estava sob domínio do Estado Islâmico.
A vala estava no interior da Escola de Agricultura em Hammam al-Alil, uma cidade recuperada pelas autoridades iraquianas este sábado. As autoridades afirmaram num comunicado que vão enviar especialistas para o local para investigar as mortes, segundo a CNN. Neste momento não há confirmação se os mortos eram militares ou civis.
Gangues de militantes do Estado Islâmico continuam a cometer crimes contra o nosso povo“, dizia o comunicado. As forças iraquianas afirmam ainda que a decapitação e as valas comuns se tornaram uma marca do grupo terrorista.

O exército iraquiano assumiu o controlo da cidade de Hammam al-Alil, uma importante localidade a 25 quilómetros de Mossul, este sábado, com o apoio das forças da coligação internacional.
As tropas da polícia e do batalhão 15 do exército conseguiram expulsar os ‘jihadistas’ da povoação, considerada um importante núcleo urbano, e içaram a bandeira do Iraque nos edifícios da administração local, depois de irromperem na localidade em três frentes.

As forças governamentais mataram dezenas de ‘jihadistas’ durante os combates pelo controlo desta localidade, considerado um feudo do Estado Islâmico na província de Ninive, cuja capital é Mossul.

No interior da urbe, as tropas governamentais começaram a desativar explosivos e a transferir a população civil para zonas mais seguras, enquanto limpam os bairros de Al Karama, Shuqaq al Jadraa e Al Qudis, onde existem ainda bolsas de resistência do Estado Islâmico.

(Diário de Noticias)

Loading...

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *