“Parabéns à ‘Sapataria’ Savana!”, Nini Satar

“Não sou de todo hipócrita. Sei bater palmas quando os outros acertam. Palmas de incentivo. Estou contente pela capa do jornal “Savana”, da sexta-feira última. Intitula-se “A estrela do cinema mudo”, em referência a Beatriz Buchili que até aqui não mugiu no concernente às dívidas ocultas. De certa forma estou feliz porque por fim dão-me razão no que tenho dito reiteradas vezes que em Moçambique a justiça avariou. Não funciona. O que me levou a…

"“Parabéns à ‘Sapataria’ Savana!”, Nini Satar"

Sobre o assassinato de Valentina Guebuza (3) Nini Satar fala mais uma vez

De Nini Satar passamos a citar: “Jamais as minhas abordagens foram seguidistas. Não preciso disso. Aliás, há muito que sai desse casulo. Pessoas há que me querem seguir, e com algum golpe de sorte podem conseguir. Nunca fui uma figura camaleónica. Deste sempre usei a verticalidade para estar presente na vida. É a minha sina. Este intróito é para rebater, duma vez por todas, os que a todo custo insinuam que os meus posts sobre…

"Sobre o assassinato de Valentina Guebuza (3) Nini Satar fala mais uma vez"