O presidente da Associação de Defesa dos Polícias foi raptado e espancado, ontem, na Avenida Acordos de Lusaka, em Maputo. Nazário Muanambane só foi liberto seis horas depois