Num mercado sem editoras, Mahel tem apostado ao longo de mais de 10 anos em vender pessoalmente os seus discos, e os resultados comerciais, nas palavras do músico,