Ossufo Momade é o candidato presidencial da RENAMO para as eleições de 09 de outubro próximo

O Congresso da Resistência Nacional Moçambicana (RENAMO) reconduziu está madrugada (17.05), Ossufo Momade como presidente do maior partido da oposição, obtendo a maioria dos votos.

De acordo com os dados finais divulgados pela RENAMO por cerca das 4:00horas da manhã (hora de Moçambique), o actual Presidente da RENAMO, o general Ossufo Momade venceu a eleição com 382 votos, dos cerca de 674 congressistas que participaram no sétimo congresso, que decorreu entre os dias 15 e 16 de maio em curso no distrito de Alto Molócuè, na província central da Zambézia.

Ossufo Momade, de 63 anos, lidera a RENAMO desde 17 de janeiro de 2019, após morte do carismático líder histórico desta formação política Afonso Macacho Dhlakama, que perdeu a vida em março de 2018, vítima de doença.

A eleição teve 6 concorrentes na disputa desta cadeira, após desistência de três candidatos; nomeadamente: Hermínio Morais, membro da comissão política, Julião Picardo, presidente do conselho provincial de Tete e Anselmo Víctor, chefe do departamento de formação.

O congresso que já terminou, ficou marcado pela exclusão da candidatura de Venâncio Mondlane à liderança do Partido, alegadamente por não reunir os requisitos que o perfil exigia.

No seu discurso de vitória, Momade enfatizou que a RENAMO sai mais unida e que o congresso demonstrou o compromisso do partido com a democracia em Moçambique. “Este congresso demonstrou ao mundo que a Renamo é pai da democracia em Moçambique”.

Momade disse também que a decisão sobre sua possível candidatura nas eleições será tomada na primeira sessão do conselho nacional.

Apesar da derrota, a antiga chefe da bancada parlamentar da RENAMO, Ivone Soares, expressou satisfação e prometeu continuar a trabalhar arduamente para o partido. Ivone encorajou as mulheres a perseverarem nas suas organizações, ao afirmar que “sua vez, um dia chegará”.

Manuel de Araújo, um dos poucos críticos a situação da RENAMO saiu satisfeito do congresso e elogiou o processo eleitoral que culminou com a eleição de Momade e agora quer ver quem será o candidato nas eleições de outubro.

Importa referir que, a violência e exclusão de alguns membros importantes da Renamo marcou negativamente o sétimo congresso da maior força política de oposição em Moçambique. A “Integrity Magazine News” traz os resultados obtidos na mesa de voto por cada candidato:

𝗔𝗽𝘂𝗿𝗮𝗺𝗲𝗻𝘁𝗼 𝗮𝗽ó𝘀 o 𝗳𝗶𝗺 𝗱𝗮 𝗰𝗼𝗻𝘁𝗮𝗴𝗲𝗺

Pedro Salvador Moreno (2)

Magibire (15)

Alfredo Magumisse (40)

Ivone Soares (78)

Elias Dhlakama (147)

Ossufo Momade (382)

votos nulos (05)

Votos em Branco (07) e abstenções (12) após contagem final dos votos, Ossufo Momade vai ser declarado presidente da Renamo e automaticamente candidato às presidenciais e vai concorrer com os candidatos Daniel Chapo e Lutero Simango, da Frelimo e do MDM, respectivamente. O país realiza a 09 de outubro eleições gerais, legislativas e provinciais. (INTEGRITY)

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Content Protection by DMCA.com