Vodacom cria equipa para resolver problemas de qualidade e “roubo” de megas

Durante o anúncio do plano de objectivos quinquenais da empresa de telefonia móvel, Vodacom, Nuno Quelhas, o presidente do conselho de administração (PCA) informou que uma equipa técnica está a trabalhar para responder as principais inquietações dos seus clientes.

“Criamos uma equipa técnica com vários departamentos e estamos a fazer uma análise quase que diária”, disse Nuno Quelhas, durante a apresentação dos objectivos da empresa.

A promessa é de que este trabalho não fique somente em análise.
“Depois iremos passar às equipas comerciais, para ver que tipo de pacotes podemos estruturar”, afirmou Nuno.

Foi também anunciado que até 2025 a empresa irá implementar o programa “Vodacom Faz Crescer”, que tem o objectivo de oferecer inclusão digital nas escolas e apetrechamento de bibliotecas escolares. Este projecto beneficiará 500 escolas em todo o país.

A Vodacom também pretende nos próximos 5 anos implementar o já anunciado “projecto Loon” que visa usar balões equipados com tecnologia 4G para fornecer internet de alta velocidade em zonas de difícil acesso nas províncias de Cabo Delgado, Niassa e Tete.

A nível interno foi anunciado o plano de inclusão de género como um dos objectivos, na medida em que há pretensão de que até 2025, 40% dos colaboradores sejam mulheres.

O comunicado da empresa conclui que nos próximos tempos, a ideia de conectar os moçambicanos irá nortear todas decisões da mesma, bem como o desenvolvimento de produtos.

O País

Adicionar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *